Connect with us

Ciência e Religião – Conflitos e Complementariedades

Sem categoria

Ciência e Religião – Conflitos e Complementariedades

A discussão sobre as relações entre ciência e religião dentro do ambiente de formação acadêmica é bem antiga. A compreensão sobre o embate contínuo entre fé e conhecimento racional, que ao longo da história tem sempre gerado discussões embates, traz muitas contribuições ainda hoje. Podemos construir uma visão de equilíbrio entre as contribuições da ciência na ampliação da compreensão de nossas convicções de fé, e a relação de integração que ambas podem ter.

A ciência tem contribuído em muito para a melhoria das condições de vida da sociedade nos últimos séculos desde a sua expansão pós-renascimento. A ciência tornou-se elemento fundamental para o avanço civilizatório das sociedades contemporâneas que, lançando mão de suas enormes contribuições, tem construído um legado para o futuro marcado pelo progresso e pela evolução do conhecimento humano.

É por meio do avanço científico e tecnológico, focado na compreensão da realidade para uma devida intervenção sobre a mesma, que a sociedade pós-moderna constrói sua estrutura de vida baseada no aperfeiçoamento e no progresso. Entretanto, a ciência enquanto conhecimento baseado na comprovação empírica de seus pressupostos é insuficiente para trazer respostas profundas e concludentes para questões de significado existencial. Em outras palavras, a ciência é incapaz de responder aos anseios mais profundos de uma sociedade que clama desesperadamente por significado e propósito.

E é justamente neste cenário que a religião tem sua máxima expressão! A religião, enquanto conhecimento baseado em convicções profundas de crenças, tem como objetivo responder as indagações sobre as questões do ser e da existência, bem como do propósito e do significado da vida. Neste aspecto, tanto a ciência quanto a religião, operam em pólos distintos e diferenciados. Suas bases se sustentam em premissas distintas e incompatíveis entre si, mas que podem se complementar a partir do foco específico de cada uma delas.

Dentro do ambiente acadêmico a ciência ecoa com muito mais intensidade sua voz, tentando de alguma maneira se estabelecer como fundamento único e verdadeiro os seus pressupostos. O conflito se estabelece quando indivíduos de formação religiosa, possuidores de uma perspectiva de mundo e interpretação da realidade diferentes, não se rendem aos “absolutismos” do discurso científico. Tais indivíduos ou rejeitam os pressupostos científicos, ou tentam fazer uma conciliação entre aquilo que para eles é inegociável (suas crenças) e as contribuições que ciência pode dar para a compreensão mais clara de suas próprias convicções.

Para muitos, é possível haver um convívio integrador entre ciência e religião, pois ambas atuam a partir de cosmovisões distintas, sendo ao mesmo tempo independentes e complementares. Nesse sentido, seria ilógico e obtuso construir uma visão de mundo que desconsiderasse o legado científico dos últimos séculos. Por isso, é de fundamental importância que construamos uma visão de mundo que seja compatível com a ciência. Não significa submeter as crenças e convicções religiosas ao crivo científico, mas sim consolidá-las por meio das contribuições que a mesma pode dar.

Compete, portanto, à igreja, o desafio de apresentar sua fé e crenças com inteligência e clareza, distanciando-se de um discurso obscurantista, místico e alienado de uma religião que não dialoga com a ciência. Compete à igreja, dar bases sólidas e consistentes em termos de doutrina e conhecimento para àqueles que, ao adentrarem num ambiente acadêmico, possam dialogar inteligentemente com os pressupostos da ciência, sem negar ou abandonar sua fé, ou pior, se alienarem numa religiosidade escapista, desplugada da realidade.

Continue Reading
Veja também...

Capacitando e Desenvolvendo Pessoas Para o Pleno Exercício de suas Potencialidades

Click para Comentar

Deixe um Comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em Sem categoria

Facebook

Destaques:

To Top